Adoçantes artificiais afetam a saúde metabólica

Home / Diabetes / Adoçantes artificiais afetam a saúde metabólica

 

Os adoçantes artificiais são adicionados a alimentos light e diet por não conterem calorias em sua composição, mas os efeitos adversos para a saúde estão na mira dos cientistas. Um estudo da George Washington University em Washington, DC, relatou que consumir o adoçante artificial sucralose pode predispor os consumidores à síndrome metabólica.

 

O estudo avaliou 18 participantes, saudáveis e com obesidade, sendo que a maioria tinha pré-diabetes. Foi encontrada associação entre o consumo de sucralose com o aumento da resposta aguda à insulina em obesos e triglicerídeos mais altos em todos os participantes (se quiser mais detalhes sobre o estudo, clique aqui – em inglês).

 

Ou seja: a sucralose não adiciona calorias aos alimentos ou bebidas, mas os seus efeitos no metabolismo são inflamatórios e podem potencializar a formação de gordura, resultados tradicionalmente ligados ao consumo de açúcar.

 

O que é a Sucralose?

A sucralose é um adoçante artificial derivado do açúcar e usado como ingrediente comum em muitos alimentos. Com um poder adoçante em torno de 600-700 vezes maior do que o açúcar, o seu consumo regular pode causar problemas em vez de ajudar a combater a obesidade, uma vez que o paladar fica acostumado a sabores cada vez mais doces.

 

Vale lembrar que o estudo analisou somente os efeitos colaterais da sucralose, mas os alimentos e bebidas que são adoçados artificialmente utilizam uma combinação de vários adoçantes, como o aspartame e também a sacarina.

 

LEIA MAIS: O que é diabetes?

 


* Toda orientação alimentar deve ser realizada por Nutricionista. Consulte um(a) Nutricionista e/ou Médica(o) para orientações sobre suplementação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *